Ririsa, uma garota em 2.5D ganha novo trailer promocional com prévia do tema de encerramento

Anime tem previsão de estreia para 5 de julho

Divulgação

Foi revelado um novo trailer para o anime de Ririsa, uma Garota em 2.5D (2.5 Jigen no Ririsa/2.5 Dimensional Seduction), com prévia do tema de encerramento da obra. O anime, produzido pelo estúdio J.C Staff, tem previsão de estreia na TV Japonesa para 5 de julho e vai ter dois arcos. Confira o trailer:

Meichan interpreta o tema de abertura, intitulado Shutter Chance. Um novo visual também foi revelado para a produção, com destaque para as protagonistas da história. Confira:

Imagem
Divulgação - Yu Hashimoto/Shueisha/Lilitha Production Committee

As vozes dos personagens principais são:

  • Junya Enoki na voz de Masamune Okumura
  • Kaori Maeda na voz de Ririsa Amano
  • Akari Kito na voz de Mikari Tachibana
  • Aya Yamane na voz de 753♡
  • Yuka Nukui na voz de Magino
  • Tomokazu Sugita na voz de Ogino
  • M.A.O na voz de Mayuri Hanyu 

No Brasil, o anime vai ser transmitido pela Anime Onegai com legendas e dublagem em português. A data de lançamento do anime deve ser revelada futuramente.

Sinopse:

“Eu não tenho interesse em garotas reais!” Assim pensa Okumura, o presidente do clube de mangá. Ele é um típico otaku, obcecado na personagem 2D fictícia Lilliel. Um novo ano escolar começa e uma garota real apaixonada por cosplays chamada Ririsa entra para o clube. Ela tenta convencer Okumura a ser o fotografo de cosplays dela. Mas o que ele não espera é que o cosplay favorito dela é o de Lilliel! Com isso, as barreiras entre o mundo 2D e 3D começam a se desfazer na vida de Okumura.

O estúdio J.C. Staff está produzindo o anime, que tem direção de Hideki Okamoto. Os roteiros da obra tem produção de Takao Yoshioka, os design de personagens são de Tomoyuki Shitaya e a trilha sonora é de Hiroaki Tsutsumi.

2.5 Dimensional Seduction é baseado no mangá homônimo de Yu Hashimoto,  que é publicado no Japão desde 2019 no site Shonen Jump+. A obra já tem quase 2 milhões de cópias físicas em circulação no Japão.

Fonte: ANN

Comentários